Pesquisadores do Colab publicam artigo onde avaliam o modelo de política públicas do Programa TransCidadania

O texto é um dos resultados da pesquisa de Bia Michele Miranda, orientanda do professor Jorge Machado. Publicado no livro “Mudanças Sociais e Participação Política – Estudos e Ações Interdisciplinares” (editora Annablume), o artigo avalia o programa como um modelo de intersetorialidade, com a participação da própria comunidade afetada pela política na sua construção.

 


Bia Michele Borges
Criado pela Prefeitura de São Paulo em 29 de janeiro de 2015 e administrado pela Coordenação de Políticas LGBT (CPLGBT) da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o TransCidadania funciona como um programa de reinserção social e promoção da cidadania para pessoas travestis e transexuais em situação de vulnerabilidade social.
transcidadania
No texto é descrita a implementação do programa e as inovações que ele traz. Os dados apresentados fazem parte de uma pesquisa qualitativa e exploratória mais ampla de dissertação mestrado, realizada entre março de 2015 e dezembro de 2016, na sede do programa TransCidadania, que inclui o acompanhamento de atividades realizadas pelo programa com os participantes, análise de documentos oficiais da prefeitura e do programa e entrevistas com gestores, equipe técnica e participantes do TransCidadania.
O artigo está disponível aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *